Busca

CON3PORÂNEO

SOMOS O AGORA

Tag

aprendizado

Um único amor: a fotografia

Fotógrafa Maysa Perozzo, comenta sobre seu amor pela fotografia

Imagem facebook divulgação
Imagem facebook divulgação

 

Continuar lendo “Um único amor: a fotografia”

Anúncios

Leitura contribui para a construção da identidade infantil

Veja como essa prática ajuda no desenvolvimento das crianças

foto

Dizem que os bons hábitos devem ser ensinados desde cedo. O amor pelos livros  deve acompanhar as crianças a partir dos primeiros anos de vida. Não importa se ainda não falam, o essencial é que o apreço pela leitura seja construído diariamente.

 É natural que as crianças menores tenham interesse por livros coloridos e repletos de desenhos. Nesta fase, elas devem ser estimuladas através do conto de histórias, já que ainda não sabem ler. Mas é a partir da alfabetização que os pequenos podem desvendar sozinhos um mundo de aventuras inimagináveis até então.

A psicóloga infantil, Mariane Perozzo, 34 anos, diz que as histórias são fundamentais para a construção da identidade das crianças. É assim que elas compreendem melhor as relações familiares, aponta a profissional.

-A leitura faz com que a criança interaja com as histórias, acrescente detalhes, personagens ou lembre-se de fatos que passaram despercebidos. Num mundo tão cheio de tecnologias, a criança que não tiver a oportunidade de suscitar seu imaginário poderá, no futuro, ser um indivíduo sem criticidade, pouco criativo, sem sensibilidade para compreender a sua própria realidade- ressalta a psicóloga.

Se a leitura deve ser incentivada desde cedo, cabe aos pais a missão de despertar o interesse nos pequenos. O exemplo deve vir de casa, por isso os pais devem demonstrar o gosto pelos livros.

– A influência dos pais é fundamental para a construção da estrutura simbólica, que por sua vez, servirá de suporte para a organização das formas de expressão e adaptação da criança ao mundo. O estímulo à leitura deve surgir desde os primeiros meses de vida, familiarizando-a com livros somente de imagens, com diferentes confecções e formatos. Ao longo do tempo, os pais devem ler as histórias infantis para seus filhos – diz Mariane.

foto

Saiba mais sobre como a leitura é fundamental na sala de aula

Professora conta sobre sua vivência em sala de aula

foto

Já é um fato comprovado que a leitura é fundamental para o desenvolvimento das crianças. No século XIX, a literatura infantil era vista apenas como mercadoria, mas com o passar do tempo, novos horizontes foram vislumbrados. Surgiram alguns escritores que conquistaram o coração dos pequenos com suas histórias como, por exemplo, Monteiro Lobato e o Sítio do Pica-Pau Amarelo e os famosos clássicos da Disney.

 A professora e pedagoga Graziela Rossetto Giron, 48 anos,  que atua na Escola Municipal de Ensino Fundamental Caetano Costamilan, ressalta que caso a criança não tenha contato com o mundo da leitura, poderá ficar excluída da sociedade.

            -Os alunos precisam saber ler corretamente, porque se isso não acontecer, não conseguem interpretar corretamente o que leem- declara.  dá aulas de ciências, do 6º até o 9º ano.

Conta que seus alunos não são muito adeptos da rotina da leitura, a não ser quando é um assunto de seus interesses. Mas a professora percebe que os estudantes que leem mais têm um desenvolvimento na interpretação mais rápido do que os outros.

Quanto à questão dos projetos de leitura, ela fala que em todas as matérias há incentivo para os alunos.  Na aula que ministra, Graziela conta que os estudantes recebem um encarte relacionado com assuntos da aula, a fim de que possam ler e estudar. Assim, eles devem escolher o assunto que mais os agrada, fazer um resumo e  apresentar para os colegas. A partir disso, são estimulados para que realizem debates com todos.

Para finalizar, Graziela ressalta que o incentivo para a leitura deve vir dos pais, pois é na família que as crianças encontram sua base educacional.

O exemplo vem de casa

Na casa de Pedro, de seis anos, a leitura é estimulada diariamente antes de dormir

Quem entra no quarto do pequeno Pedro Biz Calcagnotto, de seis anos, surpreende-se com o número de livros nas prateleiras. São pelo menos 40 obras infantis que estão à disposição do menino. Assim como toda criança, Pedro também tem carrinhos, jogos e outras opções de brinquedos, mas o amor pelos livros vem desde os primeiros meses de vida.

O menino aprendeu a ler há pouco tempo. Para incentivá-lo a aprimorar a leitura e cultivar o apreço pelos livros, os pais Patrícia Biz e Gustavo Calcagnotto, inserem o hábito na rotina do menino.

– A leitura diária é realizada antes de dormir com a presença de um dos pais. Elegemos um livro e ele lê.  Iniciamos ainda um calendário de leitura atravésdo qual  escolhemos cinco pequenos livros para que ele leia sozinho, enquanto estamos no trabalho. A recompensa é fazer algo legal com os pais no final de semana – conta a mãe, Patrícia Biz.

A visita constante em livrarias e feiras do livro também são estímulos praticados por Patrícia e Gustavo. A mãe afirma que em casa há sempre livros em locais de fácil acesso para que Pedro possa pegá-los quando quiser. O desafio, como relatam, é equilibrar a prática da leitura com a utilização de jogos, computadores e a televisão.

foto

-Com as ofertas relacionadas à televisão e jogos eletrônicos, além do fato de trabalharmos muito, procuramos regrar a utilização desses aparelhos para que o Pedro tenha acesso a todos de maneira equilibrada. Creio que temos que criar estratégias e modificá-las, a partir das novas necessidades, para que a leitura seja sempre estimulada- finaliza Patrícia.

A adolescente Érica Basso conta como se interessou pela leitura

foto

A estudante Érica Basso, 13 anos, está cursando o 8º ano do ensino fundamental na Escola Estadual Ismael Chaves Barcellos, localizada em Galópolis. A leitura para ela não foi incentivada pelos pais e sim pela irmã Daniela.

-Sempre via minha irmã com vários livros lendo, ela lia muito rápido e foi assim que me interessei e comecei a ler também- comenta.

A estudante adora ler em seu tempo livre. Para aproveitar ao máximo, pega todos os livros que consegue na biblioteca da escola. Érica gosta de ler diversos tipos de livros, mas o seu assunto preferido é os vampiros. E seu livro favorito é o Crepúsculo, já que foi a primeira obra que teve oportunidade de ler.

Para ela, ler é fundamental para o aprendizado.

– Eu gosto de ler porque me ajuda em tudo, com ela posso escrever melhor e, assim, consigo estimular minha criatividade-  destaca.

Veja também a lista de livros mais vendidos no mês de julho.

Enquete: Você incentiva seu filho a ler?

Reportagem: Alana Fernandes e Daniela Basso

Blog no WordPress.com.

Acima ↑